Artigo: A fruta não cai longe do pé


Um ditado antigo que guarda relação com “tradições”. Quer seja, se uma pessoa tem este caráter ou esta personalidade, “pode ter puxado a alguém”. Este DNA, na maioria das vezes está relacionado a um familiar e bem próximo. Há inúmeros casos que podem ser citados. Cantores sertanejos, muitos têm seus filhos também “violeiros”, jogadores e outros.

Entretanto, como nem tudo são flores, há também o outro lado da moeda. E este predomina no Brasil.

E a supremacia do lado mal, só não é maior, por que há um adversário, os ruins. Logo, o Brasil é gerido politicamente em alternância, hora os ruins governam o país, noutra oportunidade o mal mama na teta. E no centro desta pocilga, sobrevivem dignamente poucos gatos pingados.

Então, como separar o joio do trigo, para que este país quem sabe um dia, possa tornar-se o florão da América? Tratar o pomar todo, haja vista que, o país é doente.

Os governantes do Brasil são pessoas que saem de nossa sociedade. E podem ser facilmente reconhecidos, um tio seu, ou primo, o pai, ou quando longe, um vizinho da rua de cima. E o que isto quer dizer? Fácil, os governantes do Brasil, algum dia podem ter sido frequentadores de nossas casas. Ou nós, as deles.

E onde está o mal e o ruim? Estão disfarçados em nossas atitudes do dia a dia, “skygato, chucho, cafézinho, guaraná, gatos elétricos residenciais ou comerciais e outros”. Por conseguinte, alguns de nossos filhos um dia, gerenciaram nossa sociedade e farão como aprenderam conosco. Sempre levando vantagem em alguma coisa. Continuaram fazer aquilo que aprenderam no seio desta família. O que seria isto? Fraudar o erário, ter leis para beneficio próprio (cumulação de aposentadorias, auxílio telefone, gasolina e outros). Legislar em causa própria, para que, no caso de

dúvida, ou até de prova de seus atos ilícitos, tenha um julgamento justo, garantido por seus confrades do lado mal ou de seus adversários, os ruins.

Não gosta do modo como o Brasil é administrado por seus políticos e quer mudar radicalmente isto? Então, para que aconteça você só tem uma saída. Jogar no time da minoria e educar seus filhos a serem pessoas honestas.

Há mais dignidade na lágrima de um derrotado, que tentou a vitória e não conseguiu, a um sorriso amarelo, de quem diz ter tentado fazer algo melhor, mas não foi a fundo, por vergonha de não ter feito sua parte, para buscar um país melhor.

Não seja conivente com a vergonha de praticar ilícitos. Estes, um dia voltaram contra você.

Não seja uma árvore doente, que produz frutos ruins, ou do mal.

Adube o bem e os frutos serão saborosos a todos.

O escritor do lago

0/Faça seu Comentário/Comments

Publicidade

Publicidade