Recurso do MP contra acusado de homicídio em Jaguarari que foi absolvido por júri popular é negado pelo TJ-BA

Acusado de homicídio qualificado em Pilar, distrito de Jaguarari, no ano de 2016, e posteriormente absolvido em júri popular, Anderson Nunes Monteiro teve um recurso do Ministério Público contra ele negado pelo Tribunal de Justiça da Bahia.

O recurso de apelação do MP contra a sentença que absolveu Anderson no Tribunal do Júri de Jaguarari pedia a anulação do julgamento popular para submeter o acusado a novo julgamento. Pelo não cumprimento do prazo de cinco dias para interposição do recurso de apelação, que só foi protocolado após o período estabelecido, o recurso foi negado.

O relator da decisão foi o Des. José Alfredo Cerqueira da Silva. A defesa de Anderson foi realizada pelo advogado bonfinense Pedro Cordeiro.

O caso

Anderson Nunes Monteiro foi acusado de ter matado em março de 2016 Reginaldo Cardoso da Silva, conhecido como “Lobisomem”, a golpes de garrafa no distrito de Pilar, em Jaguarari. Em setembro de 2017, ele foi absolvido do crime em júri popular.

Fonte: BonfimNoticias.com

Nenhum comentário