Vendas pela internet garantem fomento à produção da agricultura familiar no município de Uauá


Nos últimos meses, as plataformas onlines têm sido grandes aliadas no fomento à comercialização de diversos produtos. E, isso não é diferente com os circuitos de vendas da agricultura familiar do Semiárido baiano. Pensando em facilitar as vendas entre agricultores e agricultoras familiares e clientes da zona urbana, neste período de pandemia, a Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc) iniciou, na última segunda-feira (06), um sistema de delivery de produtos in natura para os consumidores o município de Uauá.

Hortaliças, raízes, legumes e frutas, podem ser adquiridos na loja virtual da cooperativa, no endereço: coopercuc.lojaintegrada.com.br

Os produtos in natura são produzidos por 60 famílias agricultoras que vivem em comunidades rurais de Uauá, beneficiadas com ações do projeto Pró-Semiárido, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinaciamento do Fundo internacional Agrícola (Fida).


“Este delivery chegou em boa hora e tem sua grande importância neste tempo em que a gente está vivenciando uma pandemia. Muitos agricultores estavam deixando de plantar por que não tinham onde vender e aqueles que plantavam, muitos perdiam [parte da produção], por este mesmo motivo. Essa ideia foi de grande importância para nós agricultores familiares. Nossa expectativa é que nós tenhamos esse lugar para colocar os nossos produtos e eles serem vendidos. Que nós voltemos a ter a nossa renda”, afirma a agricultora, Adenilde Ribeiro, da comunidade Escondido.

O delivery, que conta com o apoio do Pró-Semiárido, funciona a partir da entrega dos produtos pelas famílias, na sede da cooperativa, em Uauá, onde acontece a divulgação e venda, por meio do site, Whatsapp e das redes sociais da Coopercuc. Posteriormente, são realizadas as entregas na casa dos consumidores, respeitando todas as normas de segurança e higiene orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a contenção da Covid19.


“Uma das preocupações da cooperativa é a de dar vazão a essa produção, para que as famílias tenham onde escoar seus produtos, e não venham a sofrer com a falta de movimentação de recursos. Atualmente, nós estamos trabalhando apenas no município de Uauá, mas a ideia é que, em breve, a gente consiga atender toda a área de atuação da Coopercuc, principalmente na recepção dos produtos vindos das comunidades”, explica o técnico da Coopercuc, Jilio Trindade.

Para o agricultor Marcio, da comunidade Caladinho, a iniciativa veio em boa hora: “Esse delivery vai facilitar bastante a comercialização, principalmente neste tempo de pandemia, em que a gente não pode sair para as feiras. Então, essa proposta está facilitando a vida de nós agricultores”.

Ascom SDR

0/Faça seu Comentário/Comments

Publicidade

Publicidade