Operação prende irmãos suspeitos de atentado contra vereador no Sul do Piauí


Três pessoas, sendo dois irmãos, foram presos na manhã desta quinta-feira (24) por suspeita de participação no atentado ocorrido contra o vereador de Alagoinha do Piauí, Luís Alves Gonzaga, conhecido como 'Luisão', na última sexta-feira (18). De acordo com o delegado Aureliano Barcelos, responsável pela investigação, o crime teria ocorrido por vingança.

O delegado informou que os irmãos foram presos em cumprimento de mandado de prisão, porque há indícios da participação dos dois no atentado. O terceiro foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Eles foram presos em São Julião, Padre Marcos e Vila Nova do Piauí. Com os irmãos, a polícia também apreendeu armas.

“No local do crime foi achado um boné que, depois, verificamos por meio das redes sociais pertencer a um dos irmãos suspeitos do crime”, informou.


O crime aconteceu em uma estrada vicinal do município de Alagoinha do Piauí. O vereador voltava para a cidade quando caiu em uma emboscada e teve o carro atingido por diversos tiros. Um disparo o atingiu no braço e ele foi ferido por estilhaços.

Segundo o delegado, a suspeita é de que os presos tenham tentado vingar a morte de um terceiro irmão, assassinado há cerca de um mês.

“Como esse rapaz que morreu e o vereador já tinham desentendimentos antigos, eles podem ter tentado essa vingança, mas isso ainda será apurado. Eles negam o crime, mas temos indícios da participação deles na tentativa de homicídio contra o vereador e há mais pessoas que ainda podem ser presas”, declarou.

O delegado destacou, contudo, que não há qualquer indício de participação do vereador “Luizão” no assassinato do irmão dos suspeitos presos.

Por G1/PI
Fotos: Policia Civil/PI

Nenhum comentário