Projeto Escolas Culturais promove atividades alusivas aos festejos juninos em Ponto Novo

As unidades escolares da rede estadual contempladas com o projeto Escolas culturais estão com uma programação recheada de atividades artísticas e pedagógicas, direcionadas a estudantes professores e comunidade em geral, durante o mês de junho. Muitas das iniciativas estão relacionadas à festa de São João, ao promoverem o resgate e a valorização das tradições juninas, como a dança e a comida típica.

Nesta quarta-feira (12), o projeto “Poesia, história, memória e narrativas literárias do Sul da Bahia” será apresentado no ‘Café com Prosa’, no Colégio Polivalente de Itajuípe, cidade localizada a 422 km de Salvador. Para comemorar os festejos juninos, o Colégio Estadual João Durval Carneiro, localizado em Ponto Novo (a 328 km de Salvador), realiza, na quinta-feira (13), o Cortejo Junino. E na cidade Ibicuí (a 551 km de Salvador), a cultura popular será homenageada com o ‘Arraiá Mané Nóis Vai’, no Colégio Estadual Doutro Maneol Novaes.

No Colégio Estadual Dulcina Cruz Lima, localizado na cidade de Rodelas (a 540 km de Salvador), o projeto Escolas Culturais promoveu, nesta terça-feira (11), o Sarau Musical, Cultural e Motivacional. A atividade, no auditório da Câmara Municipal de Rodelas, teve apresentações musicais e culturais dos estudantes e envolveu um diálogo com os convidados da Academia de Letras de Paulo Afonso.

Ainda nesta terça-feira, a comunidade escolar do Colégio Estadual Pedro Calmon, em Amargosa (a 235 km de Salvador), participou da roda de conversa ‘Teatro em Cena – Teatro, Política e Resistência’. O evento levou para o auditório da unidade, professores e artistas dos grupos de teatro Negaça e OcupAção, conforme destacou o coordenador Cultural, Anderson José Souza. “O Projeto Escolas Culturais, diante das atividades que já vêm desenvolvendo, ainda não tinha tratado sobre o tema teatro. Então, trouxemos esses grupos teatrais, que são da cidade, para falar sobre o mundo do teatro e o belo trabalho que é realizado com os jovens daqui”.

Também nesta terça, o auditório do Educandário Oliveira Brito, em Euclides da Cunha (a 311 km de Salvador), se transformou em sala de cinema para o projeto audiovisual ‘Curta na Escola’. Foi exibido o filme ‘Café com Canela’ e, em seguida, realizada uma roda de conversa sobre a obra. “Este filme faz parte do Circuito Luiz Orlando de Exibição, que homenageia o cineclubista e ativista negro. Após a exibição, realizamos um diálogo com os alunos sobre os temas: ‘Como transformar a dor em saudade´ e ‘Luto: enfrentando o processo de uma perda’, assuntos abordados no longa”, contou a coordenadora cultural, Aline Dias.

Escolas Culturais – O projeto Escolas Culturais é fruto da parceria entre as Secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e a Casa Civil. A iniciativa já foi implantada em 85 escolas estaduais e objetiva incrementar a arte e a cultura no currículo e aliar a oferta de cursos de qualificação e formação profissional nas respectivas áreas.

Foto: Ilustrativa/Divulgação

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Nenhum comentário