Uauá passará a ser referência na produção de leite de cabra com requalificação de laticínio

O município de Uauá, conhecido como a capital do bode, passará a ser referência na produção de leite de caprino. O Governo do Estado está investindo R$ 1,6 milhão na requalificação do laticínio da comunidade rural de Testa Branca. O laticínio contará com uma infraestrutura que vai garantir a produção de 5 mil litros de leite por dia, e beneficiará 200 famílias, em 18 comunidades rurais dos municípios de Uauá e Curaçá.

Ação é executada pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio do projeto Pró-Semiárido. Os recursos provêm de um acordo de empréstimo entre o Governo do Estado da Bahia e o Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (FIDA), das Organização das Nações Unidas (ONU).

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, destacou que a produção de leite de caprinos é uma atividade altamente rentável: “Com o investimento, a comunidade será estimulada a desenvolver o seu criatório com melhoramento genético, na alimentação e cuidados com esses animais”.

Para a presidente da Associação Comunitária Agropastoril da Fazenda Testa Branca, Keliane Vieira dos Santos, a expectativa é grande para a requalificação da agroindústria: "Hoje, beneficiamos 100 litros de leite, por dia e, com o apoio do Governo do Estado, vamos aumentar inicialmente para 1,5 mil litros de leite por dia. Vai gerar mais postos de trabalho, fazendo com que os jovens tenham interesse em permanecer na nossa comunidade".

Segundo o agricultor João Bosco, os investimentos vão garantir também a melhoria da produção de caprinos: "O curral do produtor ainda não tem tiragem de leite adequada porque não temos assistência técnica, mas a partir de agora vai melhorar 100%, pois teremos acompanhamento desde a nossa lida com os animais até o processamento do leite. É desenvolvimento não só para a comunidade, mas para o município de Uauá".

O projeto Pró-Semiárido é parte integrante de um conjunto de compromissos do Estado para seguir avançando na erradicação da pobreza, levando serviços e investimentos diretamente para a população. O Governo da Bahia está aplicando R$ 300 milhões para ajudar 70 mil famílias a conviverem melhor com o semiárido em 32 municípios do sertão baiano.

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário