Prefeito de Jaguarari pede arquivamento de processo movido pelo ex-gestor contra os servidores municipais

No dia 20 de setembro de 2018 o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaguarari – SINDSPUJ deflagrou greve geral dos servidores, devido às perdas salariais do período de 2017. Cinco dias após, o então gestor, (vice-prefeito) Fabrício Santana D ́Agostino, ajuizou uma Ação Declaratória de Ilegalidade da Greve, tombada sob o nº 8021558-47.2018.8.05.0000.

No mês de novembro com o retorno do prefeito eleito Everton Rocha, foi aberta novamente as negociações junto ao sindicato e posteriormente pondo fim à greve que já durava há quase três meses.
No entanto, até a presente data a ação judicial tramita no Tribunal de Justiça da Bahia, e o julgamento do mérito desta ação poderia causar conseqüências negativas aos Servidores do Município, a exemplo de desconto salarial na hipótese de a greve ocorrida ser considerada ilegal.

O Prefeito Everton Rocha foi intimado para se manifestar acerca da citada ação judicial, e com a finalidade de proteger o Servidor Público de Jaguarari, requereu o imediato arquivamento da ação, haja vista que o mesmo implantou desde o inicio de seu mandato uma política de valorização do servidor municipal, diferente do seu antecessor que desde o inicio da greve desmereceu a todas as propostas para por fim ao impasse, negando o que lhes foi garantido por lei.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Nenhum comentário