Artigo: Importância da alimentação saudável para portadores de HIV

Foto: Reprodução / www.minhavida.com.br/

Documento publicado pela Organização para Agricultura e Alimentação (do inglês, FAO), em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS, em português), reconhece os benefícios da alimentação rica em nutrientes para fortalecer o sistema imunológico dos 42 milhões de portadores de HIV (Human Immunodeficiency Virus) no mundo.

Essa questão é ainda mais importante para países em desenvolvimento, onde vivem cerca de 95% do total dos infectados, e há carência de remédios e recursos financeiros.

A alimentação equilibrada, por fortalecer o sistema imunológico e elevar os níveis de energia do organismo, ajuda o corpo a reagir contra as ações do HIV, além de ser importante para quem controla a doença com o uso de medicamentos.

A relação entre AIDS e déficit nutricional é um exemplo particular do círculo vicioso: disfunção imunológica, doenças infecciosas e déficit nutricional.

Durante muito tempo a questão dos alimentos no tratamento à AIDS foi ignorada. A atenção sempre esteve voltada aos medicamentos. A comida não cura nem impede a proliferação da doença, mas melhora a resposta do organismo ao HIV, além de prolongar a expectativa de vida dos infectados.
A intenção de divulgar essa nova informação é a de assistir governos no planejamento de ações envolvendo a área de saúde nutricional, voltadas para o atendimento das populações infectadas pelo HIV.


Paulista de Taubaté, Aldo José dos Santos é médico generalista graduado pela UNITAU. Colabora também no portal Leet Doc.






Nenhum comentário