Publicidade

publicidade

www.leomagalhaes.com.br Olá! Seja bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia. Você bem Informado...  Jaguarari-BAHIA,

Água de Ponto Novo passa a abastecer Itiúba‏

Volume da oferta de água aumentará em mais de 50% (Foto: Adriano Aleixo/ Acervo Embasa)
Água doce nas torneiras e com maior regularidade. Assim será o abastecimento de água em Itiúba, a partir desta segunda-feira (02), graças à obra de ampliação do sistema integrado de abastecimento de água de Senhor do Bonfim, um empreendimento de R$ 60 milhões, realizado com recursos do PAC, BNDES e próprios da Embasa. Para testar as estruturas já montadas do empreendimento e, assim, levar água da barragem de Ponto Novo ao município, diversas frentes de trabalho formadas por técnicos da unidade regional da Embasa construíram uma travessia flutuante no rio Itapicuru-Mirim e realizaram a interligação de tubulações e ajustes na infraestrutura.

Segundo o gerente regional da Embasa de Senhor do Bonfim, Vinícius Araújo, essas medidas permitiram colocar já em operação o sistema integrado, mesmo antes de sua conclusão. “Isso se deve a um destacado empenho das equipes, atendendo a um compromisso que firmamos com a população de Itiúba, que tanto anseia por esta conquista”, afirmou o gestor.

De acordo com Vinícius, o volume de água ofertado, na sede de Itiúba, vai ser ampliado em mais de 50% em comparação com o volume anteriormente ofertado. “Esse ganho nos dará uma tranquilidade maior para atender toda a comunidade, promovendo mais qualidade de vida e satisfação para a população beneficiada”, ressaltou o gestor.

O empreendimento


Após ser concluída, a obra vai integrar e ampliar os sistemas de Senhor do Bonfim, Andorinha, Itiúba e Jaguarari, atendendo cerca de 130 mil pessoas dos quatro municípios e de seis localidades de Filadélfia. Toda a estrutura montada para integrar os sistemas incluiu uma estação de tratamento de água com capacidade para produzir 330 litros de água por segundo, uma estação de tratamento de lodo residual do tratamento da água, 115 quilômetros (km) de adutoras com diâmetros variados, 66 km de redes de distribuição, 2.000 ligações domiciliares com hidrômetros e a construção de quatro reservatórios de água e de cinco estações elevatórias (bombas).

Assessoria de Comunicação da Embasa
74 - 3541 8400

Nenhum comentário