Salvador: Moradores do bairro do Imbuí contam com horta comunitária

Ter uma horta ao lado de casa se tornou um privilégio para os moradores dos grandes centros urbanos. Assim como na Pituba, Horto Florestal e Alto do Itaigara, os moradores do Imbuí e adjacências agora usufruem de uma horta comunitária. A inauguração aconteceu, na manhã de ontem, e reuniu dezenas de voluntários e visitantes.

A iniciativa se deu através de moradores de um condomínio localizado na rua João José Rescala, que começaram uma pequena plantação de coentro, salsinha e laranja em uma área verde do local. A ação foi uma das alternativas para a cura da depressão da estudante de Direito Denise Majio, 40.
"Além dos medicamentos, o serviço voluntário aqui na horta foi fundamental para curar a doença", disse a moradora, ao ressaltar que atualmente a sua rotina é voltada a cuidar da plantação: "regar, tirar os matinhos e aplicar pesticida orgânico", completa.

A plantação também funciona como um elo entre as comunidades, pois proporciona o convívio direto entre os moradores. "O ambiente desmistifica a selva de pedra em que vivemos. Aqui, nós esquecemos os problemas, cuidamos de nós e dos outros", disse a professora Ana Claudia Hora.

Transformação

Além de melhorar os hábitos alimentares das pessoas, a horta comunitária também é um ambiente de inclusão. Um grupo de alunos do Centro Educacional Sons do Silêncio (Aesos), que também já dispõe de uma horta no local, deixou um legado na unidade do Imbuí. Ao plantar sua primeira árvore, o estudante Joanderson Lopes, 29 anos, declarou, através de sinais, que estava muito feliz em ver, aprender e ter contato direto com a terra.

A horta comunitária do Imbuí está localizada em um terreno de 4.940 metros quadrados, na rua Rua João José Rescala. O ambiente tem 24 leiras com frutas, verduras, legumes e hortaliças cultivados sem agrotóxicos, além de um herbário (coleção de plantas secas com várias espécies, como salsa, coentro e manjericão). Todo alimento produzido será consumido pela comunidade, que também tem a função de fazer a manutenção do local.
A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Salvador através da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis) e da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb).

Além das quatro unidades já implantadas, o projeto também abrange escolas situadas nos bairros de Rio Sena, Paripe e Castelo Branco. A próxima horta comunitária será inaugurada na Capelinha de São Caetano.

Fonte: A Tarde
Fotos: Arquivo pessoal/Boskinho Brasil

Nenhum comentário