Rui determina medidas para garantir funcionamento de serviços essenciais na Bahia; chegada de combustíveis foi assegurada

O governador Rui Costa se pronunciou sobre a greve nacional dos caminhoneiros, neste domingo (27), durante entrevista coletiva realizada no Centro de Operações e Inteligência (COI) de Segurança Pública, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Na oportunidade, Rui fez um balanço das ações dos órgãos estaduais, que estão trabalhando para diminuir os transtornos causados à população, garantindo o funcionamento de serviços essenciais.

"Me solidarizo com todos os brasileiros e baianos que estão indignados com a situação que o Brasil está vivendo. Esta política de preços praticada pela Petrobras é irracional. Não é normal ter havido 11 aumentos no preço dos combustíveis nos últimos 17 dias. Porém, mesmo com essa reivindicação legítima por parte dos caminhoneiros, não podemos deixar que os serviços públicos e a garantia da vida humana e animal sejam afetados", afirmou o governador.

Ainda de acordo com Rui Costa, uma série de medidas foi tomada para assegurar que as cargas essenciais, como as de produtos hospitalares e alimentares, botijões de gás de cozinha e alimentos para animais, principalmente os criados em indústrias, cheguem ao destino final. “Além disso, determinamos, nessa manhã, a liberação de todas as vias estaduais e de acesso ao Polo Petroquímico, com o intuito de permitir que os transportes de combustíveis circulem normalmente", revelou.

Outra ação diz respeito a um pedido feito pelos caminhoneiros ao estados brasileiros e, assim como ocorreu em São Paulo, a Bahia atendeu à reivindicação da categoria sobre cobrança nos pedágios. "Afirmo que o nosso estado vai transformar em um ato legal a não-cobrança de pedágio do terceiro eixo quando o caminhão estiver vazio e o terceiro eixo estiver levantado. Mas a condição é o caminhão estar vazio", decretou Rui Costa.

Contato com os municípios

Uma sala de situação foi montada e está em funcionamento 24 horas na sede do COI e está disponível para apoiar prefeitos e representantes de setores produtivos que necessitem de ajuda. “Assim como fiz com o prefeito de Salvador, falarei com os gestores das cidades-polo, a fim de ofertar apoio do governo estadual. Falei com ACM Neto e coloquei o Estado à disposição para ajudar a manter os serviços públicos municipais de Salvador em funcionamento", disse Rui.

Aulas na rede estadual estão mantidas

No quesito educação, Rui Costa garantiu que "as aulas da rede pública estadual de ensino estão mantidas e os ônibus escolares estão abastecidos e prontos para fazer o transporte dos alunos".

Abastecimento de combustível

Para finalizar, o governador falou sobre a normalidade que deve ser vista, gradualmente, a partir de agora, na chegada e saída no transporte de carga da refinaria e centrais de abastecimento. "Ao longo da semana, essa situação deve ser normalizada. Já é possível ver filas nos postos credenciados a abastecer a frota pública, como ambulâncias e viaturas. Hoje à tarde, já passa a chegar combustível em todos os outros postos. Posso garantir a segurança e escolta para a movimentação desses transportadores".

Acompanharam o governador Rui Costa, durante o pronunciamento, o secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa; do comandante geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão; e da delegada corregedora-chefe da Polícia Civil, Kátia Brasil.

Escolta

Dentre as ações desenvolvidas pelo Estado, para assegurar a normalidade dos serviços públicos essenciais à população, está a realização de escoltas, por forças de segurança estaduais, a carretas que transportam combustível para abastecer viaturas, ambulâncias, ônibus, entre outros, até Salvador e cidades da região metropolitana e interior.

Alimentos, oxigênio para hospitais também estão na lista de prioridade do plano emergencial cumprido pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). No Centro de Operações e Inteligência da SSP foi ativada uma sala de situação com integrantes de forças estaduais e federais monitorando as rodovias e cargas sensíveis.
"Estamos seguindo a determinação do governador de manter os serviços essenciais funcionando. Contamos com a compreensão dos manifestantes", declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. Pelo menos 17 caminhões devem chegar a e região metropolitana durante esta tarde.

Operações no aeroporto

A Polícia Militar da Bahia realizou, na noite deste sábado (26), operação de escolta de caminhões-tanque que levaram combustível da refinaria de Mataripe, no município de São Francisco do Conde, para o Aeroporto Internacional de Salvador. Acionada pela Vinci Airports - em busca de apoio do governo estadual diante das dificuldades decorrentes da crise nacional de abastecimento -, a Secretaria do Turismo do Estado (Setur) articulou todos os detalhes da logística, em parceria com a SSP.

O secretário estadual do Turismo, José Alves, afirmou que as medidas adotadas para abastecer o aeroporto com o querosene de aviação asseguram os pousos e decolagens previstos para os próximos cinco dias, evitando prejuízos aos baianos e turistas que têm viagens programadas. Os caminhões chegaram ao aeroporto ontem, por volta das 22h.

Durante esta semana, o terminal aeroportuário da capital baiana funcionou como hub (centro) de abastecimento de aeronaves de outras rotas, suprindo a falta de combustível em alguns aeroportos brasileiros causada pela greve nacional dos caminhoneiros. Aviões que saíram de Brasília e de Recife, com destino a Lisboa (Portugal), por exemplo, mudaram o trajeto para fazer escala de abastecimento na capital baiana. "O Aeroporto de Salvador está exercendo muito bem o seu papel de líder regional”, resumiu o secretário José Alves.

Foto: Camila Souza/GOVBA
Secom

Nenhum comentário