Publicidade

publicidade

http://uauhost.com.br http://uauhost.com.br Olá! Seja bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia. Você bem Informado...  Jaguarari-BAHIA,

Ronda Maria da Penha chega a Senhor do Bonfim

A Operação Ronda Maria da Penha chegou nesta segunda-feira (28) à cidade de Senhor do Bonfim, a cerca de 380 quilômetros de Salvador. Sediada no 'Centro de Referência da Mulher Mãe Sulinha' da prefeitura local, a base – uma extensão da unidade de Juazeiro – dispõe de seis policias e uma viatura para fazer o acompanhamento das mulheres beneficiadas com medidas protetivas.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, do delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito, e do diretor-geral do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffesson, dentre outras autoridades.

“O trabalho tem se destacado e se diferenciado de outros serviços semelhantes no país, pela quantidade de atendimentos e atividades ofertadas, Vamos continuar expandindo o Ronda Maria da Penha, uma unidade da PM de excelência”, destacou o secretário.

Segundo a major Denice Santiago, comandante da Ronda Maria da Penha, a iniciativa é resultado da proposta do Governo do Estado de interiorizar o programa. “Aqui, em Senhor do Bonfim, temos 300 mulheres contempladas com medidas protetivas e a viatura que utilizaremos é fruto de uma Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Mineração Caraíba”, explicou.

Criada em 2015, o Ronda Maria da Penha, além de Salvador, está em outras seis cidades: Feira de Santana, Paulo Afonso, Juazeiro, Itabuna, Vitória da Conquista, e, agora Senhor do Bonfim. No estado,1.287 mulheres, beneficiadas por medidas protetivas, foram acompanhadas pelos policiais militares da operação, desde a sua fundação até junho de 2017

Em todo o estado são 95 policiais previamente capacitados para cuidar do público, que já chega a unidade fragilizado, sendo 29 na capital e 66 nas cinco cidades do interior, além de viaturas devidamente identificadas.
Vítimas (e, agora também agressores) contam com diversas oficinas, como atividades que ensinam uma fonte de renda e aulas de reeducação. Com dois anos de existência, a unidade já realizou 401 cursos (253 palestras e 148 eventos).

Fonte: Ascom / Mateus Ribeiro

Nenhum comentário