Seja muito Bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia  Jaguarari-BAHIA,

terça-feira, 20 de junho de 2017

Jaguarari: Paralisação e Assembleia Geral do SINDSPUJ em 13/06/2017

Servidores Públicos Municipais de Jaguarari paralisaram suas atividades laborais no dia 13/06/2017, em defesa do Piso Salarial Nacional do Magistério, de reposição inflacionária e da regulamentação de gratificação para os servidores que sempre receberam o salário mínimo nacional.

Na quarta assembleia com paralisação no ano em curso, Diretores do SINDSPUJ apresentaram o histórico de luta na busca pela efetivação de reajuste e/ou da revisão salarial do ano, assim como, a defesa da pauta de reivindicação na sua totalidade. Na oportunidade, foi exposta a proposta do governo municipal que propõe pagar o piso salarial dos professores no mês em curso, pagando o retroativo a partir do mês de julho. Para os profissionais que recebem salário mínimo, a proposta é pagar uma gratificação espontânea que elevaria o salário líquido destes servidores para até R$ 1.040,00 (Um mil e quarenta reais). Entretanto, para os demais servidores que tem salário base superior ao salário mínimo nacional, não houve proposta.

Continuando a explanação, foi dito à plenária desta assembleia, que diante do impasse que está posto, o sindicato solicitou que o governo reformulasse sua proposta no tocante a gratificação espontânea, e sugeriu que esta seja regulamentada como auxílio alimentação para as categorias de servidores que nunca tiveram salário base maior que o mínimo nacional. Para as demais (incluindo categorias que sofreram redução salarial), que seja garantido no mínimo a reposição inflacionária de 6,29% (seis vírgula vinte nove por cento) com o pagamento de retroativo na mesma forma que o piso do Magistério será retroagido.

Ainda na Assembleia foi feito um contato via celular com o Procurador do município para verificar a posição do governo com relação a proposta do SINDSPUJ, momento em que ele (o procurador) disse que o município estaria formalizando decisão, até o dia seguinte, mas dali até o momento, nada foi formalizado.

Foi abordado também sobre a postura de um vereador que vem atacando o sindicado na tribuna da Câmara com críticas, acusações e insinuações infundadas, inclusive foi enviado ofício a tal órgão, solicitando espaço na sessão da semana, tempo em que seria feito a defesa do SINDSPUJ na tribuna referida, e simultaneamente se pediria o apoio dos vereadores no intuito de se fazer cumprir as leis de data base deste município. Lamentavelmente, mesmo com a presença de Diretores deste sindicato na sessão em comento (em 14/06/2017), o espaço não foi concedido.

Em relação a reposição inflacionária dos servidores da Câmara, conforme data base, o SINDSPUJ considerou mais pertinente tratar dessa reivindicação diretamente com os vereadores na sessão na qual solicitou espaço.

Finalizando a assembleia, os servidores se manifestaram indignados com a postura do governo municipal, com o descumprimento da lei de data base de reajuste e/ou de revisão salarial. Inclusive, reforçaram o compromisso de fazer novas paralisações, caso as reivindicações continuem sendo desrespeitadas.

DIRETORIA EXECUTIVA DO SINDSPUJ

0 comentários:

Postar um comentário

Não há suporte a flash!