Planserv participa do lançamento do Programa de Prevenção ao Suicídio da PM-BA


A Coordenação de Prevenção de Doenças do Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais enviou duas representantes ao III Encontro de Psicologia da Polícia Militar da Bahia, que aconteceu ontem, 15 de setembro, no Auditório do Tribunal de Justiça da Bahia, no CAB. No evento, os participantes acompanharam o lançamento do Programa de Prevenção ao Suicídio da PMBA.

A mesa de discussão do encontro foi formada pelos psicólogos Soraya Carvalho, Coordenadora do Núcleo de Estudos de Prevenção ao Suicídio do Centro Antiveneno da Bahia; Joaquim Moura, diretor da Clínica Fênix; Major Honorato, diretor adjunto do Departamento de Promoção Social da PM-BA, e o sargento Robson Souza. Na abertura, o comandante geral da PM-BA, coronel Anselmo Brandão, pontuou que ocorrências de alto risco, eventos críticos e circunstâncias trágicas que envolvem as atividades de policiais e bombeiros militares trazem aspectos impactantes ao equilíbrio psíquico do indivíduo. “Por isso, estamos lançando o Programa de Prevenção ao Suicídio”, pontuou.

SAÚDE MENTAL EM FOCO - As servidoras do Planserv que participaram do evento, Marina Aquino e Carla Ciríaco, representaram o Programa de Saúde Mental do plano. Iniciado em 2009, este Programa que funciona nas modalidades de atendimento ambulatorial, hospital-dia e internação psiquiátrica, segue as diretrizes e princípios da Reforma Psiquiátrica Brasileira. “O objetivo maior é proporcionar aos pacientes e a seus familiares um tratamento humanizado e adequado, para garantir mais qualidade de vida”, resumiu a Coordenadora de Prevenção de Doenças e Promoção da Saúde, Ângela Nolasco.

No nível ambulatorial, o beneficiário do Planserv com sofrimento psíquico leve a moderado é acompanhado através de psicoterapia e consultas psiquiátricas, quando necessário, reduzindo a demanda por serviços de urgência/emergência e internações psiquiátricas. Dez clínicas estão credenciadas neste nível de atenção, uma em Feira de Santana, uma em Lauro de Freitas, uma em Vitória da Conquista e sete em Salvador.

Já o beneficiário com sofrimento psíquico grave e persistente recebe acompanhamento multiprofissional diário e aberto em hospital-dia. Além disso, a família também recebe suporte, com atendimento multidisciplinar. Atualmente, cinco clínicas estão credenciadas para atendimento nessa modalidade, três em Salvador, uma em Lauro de Freitas e outra em Feira de Santana.

Como último recurso terapêutico, para os beneficiários com transtorno mental grave que vivenciam um momento de crise, o programa disponibiliza a internação psiquiátrica, que oferece acompanhamento multiprofissional, oficinas terapêuticas, atendimento psiquiátrico e psicológico, assistência de enfermagem e assistência social, visando a estabilização dos sintomas e retorno ao convívio social o mais breve possível. Atualmente duas clínicas estão credenciadas para atendimento nessa modalidade, sendo uma específica para tratamento da dependência química, em Lauro de Freitas.

Ascom | Planserv

Nenhum comentário