Ministro da Agricultura visita CEPLAC em Ilhéus e afirma que órgão não vai acabar

O deputado estadual Eduardo Salles participou de atividades na Ceplac (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), em Ilhéus, no último sábado (4) e domingo (5), juntamente com o ministro interino da Agricultura, Eumar Novacki, seu secretário-executivo adjunto, Francisco Lopes, e o diretor-geral da CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira), Sérgio Murilo, que estiveram no município para participar da comemoração pelo Dia Internacional do Cacau.

As atividades foram iniciadas no sábado e o ministro teve a oportunidade de conhecer todos dos departamentos e ouvir explicações dos técnicos sobre o que é produzido em cada um deles.

Na manhã de domingo, o deputado integrou a mesa de abertura do evento que contou com a participação do ministro interino, do senador Roberto Muniz, do vice-governador João Leão e do deputado federal Cacá Leão.

Eumar Novacki revelou que ao chegar a Bahia disse aos representantes da CEPLAC que eles teriam a missão de convencê-lo sobre a necessidade do Ministério da Agricultura investir mais na cacauicultura. "Saio daqui com a certeza de que precisamos não só dar uma atenção especial, mas sim turbinar o setor. Tenho muitas ideias com relação a instituição, mas com certeza, a Ceplac não vai acabar", ressaltou o ministro.

"Hoje podemos constatar que a atual gestão do Ministério da Agricultura terá um novo olhar sobre a Ceplac e saberá reconhecer a importante contribuição deste órgão para a Bahia e o Brasil", destacou Eduardo Salles.

Entre as lutas do deputado pela valorização e reconhecimento da instituição, está a busca pela realização de concurso público, conseguindo, inclusive, 63 assinaturas dos deputados da Assembleia Legislativa da Bahia pleiteando este objetivo. Hoje a CEPLAC conta com cerca de 1.700 funcionários, número pequeno quando comparado aos 5.000 servidores de anos atrás, e deste total, um bom percentual encontra-se na faixa de aposentadoria.

Além disso, o deputado se opõe ao rebaixamento da CEPLAC para o status de coordenadoria e agora aposta no seu crescimento. "O órgão precisa se renovar e modernizar para continuar trazendo mais avanços e tecnologias à agropecuária", pondera Eduardo.

O vice-governador João Leão, durante o seu pronunciamento, declarou que o estado tem total interesse no desenvolvimento da região e que esta merece ser tratada com atenção. " A CEPLAC é o coração da região sul da Bahia e ela não pode e não vai parar", afirmou.

Já o diretor-geral da empresa, Sérgio Murilo, declarou: "Não existe cacau sem CEPLAC e não existe CEPLAC sem cacau".

Outro aspecto positivo no pronunciamento do ministro, ressalta o parlamentar, foi a afirmação de que em conversa com o ministro titular da Agricultura, Blairo Maggi, ficou acordado que será feito um esforço para tratar as demandas da pasta com mais celeridade. "Pedi aos técnicos da CEPLAC que me apresentem quais são os problemas que enfrentam e nos comprometemos a trabalhar para acabar com os gargalos que atrapalham o avanço de ações importantes para a instituição", garantiu Novacki.

Embora avalie o cenário positivamente, Eduardo Salles comenta que o futuro da CEPLAC ainda é incerto, pois há a possibilidade de um novo rebaixamento ou até mesmo a extinção. "O nosso objetivo principal foi alcançado, pois o ministro, segundo ele próprio citou, mudou a ideia que tinha sobre o órgão. Agora vamos acompanhar de perto os próximos passos".

EVENTO

A celebração do Dia Internacional do Cacau tem entre seus objetivos fortalecer a cultura e homenagear os cacauicultores da região. Durante o evento foram entregues prêmios em quatro categorias: Cacauicultor do ano, Produtor Familiar e para os destaques Produtor de Chocolate e Jovem Empreendedor Rural.

Ainda durante o evento, foi divulgado que o produtor João Tavares conquistou o prêmio na categoria melhor chocolate num concurso internacional realizado nos Estados Unidos. O produtor já havia conquistado a classificação de melhor amêndoa no Salon Du Chocolat, em Paris, premiação que foi acompanhada por Eduardo Salles, quando ainda era secretário estadual de Agricultura. "Fiquei extremamente feliz ao receber esta notícia, pois só comprova o potencial produtivo baiano".

O evento contou ainda com a presença do secretário estadual de Meio Ambiente, Eugênio Spengler, do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, da reitora da UESC, Adélia Pinheiro, do vice-presidente da FAEB, Guilherme Moura, além de representantes de outras entidades, técnicos da Ceplac e produtores rurais da região.

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Nenhum comentário