Publicidade

publicidade

www.leomagalhaes.com.br Olá! Seja bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia. Você bem Informado...  Jaguarari-BAHIA,

Inaugurada em Uauá agroindústria financiada pelo Fida‏

Contrariando a teoria de que a escassez de chuva impossibilita o desenvolvimento econômico e social no sertão, uma alternativa acaba de brotar no município de Uauá, no nordeste baiano, com a inauguração, nesta quinta-feira (21), de uma agroindústria de beneficiamento de frutas. Administrada pela Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), a unidade foi viabilizada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Rural.

Os recursos da ordem de R$ 4 milhões que viabilizaram o projeto são resultado de financiamento estadual junto ao Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida) da Organização das Nações Unidas (ONU). O governador Rui Costa, o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, o presidente do Fida, o nigeriano Kanayo Nwanze e o diretor presidente da CAR, Wilson Dias, participaram da solenidade.

Na ocasião, Rui ressaltou que a Bahia é o estado com o maior número de famílias que vivem da agricultura familiar (700 mil) e que o apoio à mecanização, à assistência técnica e ao beneficiamento da produção está entre as prioridades do governo. "Apostamos muito nesse modelo de cooperativa, onde as pessoas se juntam para produzir mais e melhor. Temos que ajudar vocês a crescerem, a produzir mais e gerar renda. O Fida está nos ajudando no Pró-semiárido. Essa região está no foco das ações deste programa. Tem mais por vir. Mais investimentos para o pequeno agricultor produzir mais e viver melhor", afirmou.
Em discurso, o presidente do Fida, Kanayo Nwanze, agradeceu a oportunidade de conhecer a agroindústria. "Temos investimentos em todo o Brasil, mas principalmente no semiárido brasileiro. Dos seis projetos que temos no país, três estão na Bahia. O Fida se orgulha em poder visitar in loco as iniciativas e as pessoas do campo, que fazem do projeto um grande sucesso. O que as pessoas precisam é de oportunidade", disse. Ele destacou ainda que a fábrica dará muitas oportunidades, principalmente para as mulheres. "Sem dúvida um equipamento como este vai impulsionar muito a economia local", completou.

De acordo com o secretário Jerônimo Rodrigues, o fato de os produtores estarem organizados em cooperativa facilitou com que o governo apoiasse o empreendimento. "Também tem a contrapartida da comunidade local, recursos do Governo do Estado, além da doação do terreno pela Prefeitura de Uauá", explicou. Atualmente a Coopercuc tem 269 cooperados, porém a agroindústria deve beneficiar mais de três mil famílias, que também vão fornecer matéria prima para o beneficiamento.

Novos produtos
O técnico de desenvolvimento agroindustrial da CAR, Egnaldo Gomes, disse que nos próximos meses a equipe da agroindústria estará debruçada no desenvolvimento de novos produtos, bem como na legalização e registro do que é produzido. "Temos uma unidade polivalente de beneficiamento, capaz de produzir doces, geleias, sucos e polpas. Temos um conjunto de equipamentos que realiza o processo de seleção de frutas, tanques de lavagem, esteiras de elevação e de seleção, tanques de pasteurização, envazadora de suco e de polpas. A unidade pode produzir de um docinho de 50 gramas até um tonel de polpa com 190 quilos".

A fábrica deve entrar em plena operação a partir de dezembro, na safra do umbu. Até lá, produzirá em caráter experimental. Além do beneficiamento de frutas típicas da região, como o maracujá da caatinga e a goiaba, no local serão comercializados doces, geleias, sucos e até cerveja. A ação integra o conjunto de iniciativas do Pró-Semiárido, lançado oficialmente este mês pelo Governo do Estado.

A cooperada Benedita Varjão acredita que tempos ainda melhores virão para quem vive da agricultura familiar. "Nosso trabalho vem sendo feito há 14 anos, do nosso jeito, como a gente pode. E essa ajuda do governo, com essa nova indústria, vai fazer crescer [nossa produção] cinco vezes mais. Então, vamos pegar mais frutas, envolver mais produtores. Não vai atender somente os produtores de Curaçá, Uauá e Canudos. Vamos pegar frutas da região toda".

O empreendimento é o primeiro de outros que serão realizados na Bahia por meio do Pró-Semiárido, programa financiado pelo Fida e que investirá mais de R$ 350 milhões para promover o desenvolvimento rural sustentável nas regiões do estado com os menores indicadores sociais, mas com forte potencial econômico, beneficiando mais de 70 mil famílias baianas.

Comunidade Marruá
Ainda em Uauá, a comitiva do Fida, acompanhada do secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues e do diretor presidente da CAR, Wilson Dias, visitou uma das 15 mini fábricas da Coopercuc , localizada na comunidade Marruá, a 18 km da sede do município, para conhecer produção artesanal de geleias e doces de umbu, feita pelos agricultores familiares da região.

Ascom SDR / CAR

Nenhum comentário