Publicidade

publicidade

www.leomagalhaes.com.br Olá! Seja bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia. Você bem Informado...  Jaguarari-BAHIA,

Dia da Agricultura Familiar é celebrado com ações do Bahia Mais Forte‏

Conservar os recursos naturais, preservar o meio ambiente e produzir alimentos saudáveis para abastecer cerca de 80% das mesas dos baianos. Essas são algumas das práticas realizadas nas mais de 665 mil propriedades de agricultores e agricultoras familiares no estado, que comemoram, nesta segunda-feira (25), o Dia da Agricultura Familiar.

Durante esta semana, o secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, participa de diversas atividades comemorativas. A programação teve início com a 38ª Jornada de Lavradores, realizada hoje (25), no município de Acajutiba. Na quarta-feira (27), o secretário acompanha o governador Rui Costa no encontro com representantes do Fórum da Agricultura Familiar no estado, que será realizado no auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães, em Salvador.

Para o fortalecimento da agricultura familiar, o Governo do Estado, por meio do programa Bahia Mais Forte, executado pela SDR, está desenvolvendo ações para garantir acesso à água e à terra, mecanização rural sustentável, assistência técnica e extensão rural (ATER), apoio às cadeias produtivas, à agroindustrialização e à comercialização. As iniciativas são estratégicas para que a produção da agricultura familiar seja valorizada, reconhecida e gere renda para esse segmento, movimentando a economia nos municípios e em todo o estado.

O secretário Jerônimo Rodrigues destaca que o Governo do Estado tem se empenhado para garantir autonomia para os agricultores e agricultoras, promovendo o desenvolvimento econômico e social no meio rural. “Esse conjunto de ações, que abrange Plano Safra, com disponibilização de crédito, mecanização agrícola, que gera tecnologia e sustentabilidade no campo, água para consumo e produção e a execução de projetos socioprodutivos como o Pró-Semiárido e o Bahia Produtiva, dentre outros, representam uma continuidade das ações que vêm sendo realizadas nos últimos anos”.

Água para Todos

A SDR, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), em parceria com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), alcançou, nesse mês de julho, a marca de 30 mil ações de tecnologias sociais de água para produção e 340 mil cisternas de 16 mil litros para consumo humano, executadas em toda a Bahia.

Para a jovem Teodósia Souza, da Comunidade de Lagoa Queimada, receber uma dessas cisternas foi a oportunidade de melhorar a qualidade de vida da família. "Sem a cisterna tudo era muito difícil, porque a gente precisava caminhar cerca de meia hora para buscar água e, mesmo quando chegava carro-pipa, em períodos mais secos, não tínhamos onde armazenar. Agora nossa vida melhorou com água para cuidar da casa e atender às nossas necessidades".

O Programa Água para Todos foi criado no âmbito do Plano Brasil sem Miséria e tem como objetivo promover a universalização do acesso à água em áreas rurais para o consumo humano e para a produção agrícola e alimentar, visando o pleno desenvolvimento humano e a segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social.

Projetos de inclusão produtiva
O Bahia Produtiva vem apoiando diversas cadeias produtivas, por meio de editais de chamadas públicas. Já foram lançados editais de apicultura e meliponicultura, caprinovinocultura, pesca e aquicultura, bovinocultura de leite e socioambientais, totalizando um investimento de R$ 120 milhões. O projeto é executado por meio de acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

Com o projeto Pró-Semiárido lançado oficialmente neste mês de julho, o governo estadual atuará para modificar, nos próximos cinco anos, a vida de 70 mil famílias, em 460 comunidades rurais, de 32 municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), com investimentos de US$ 100 milhões. Os recursos são provenientes de um acordo de empréstimo com o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

“Os recursos serão aplicados em assistência técnica, insumos produtivos ajustados para o semiárido e transformação da produção. Cadeias produtivas da agricultura familiar como a do umbu, a do maracujá do mato, a do criatório de cabras e abelhas, a do licuri e tantas outras serão valorizadas e melhor aproveitadas para proporcionar melhor qualidade de vida para os baianos que vivem no campo, apesar das adversidades do clima seco”, pontua Wilson Dias, diretor da CAR.

Regularização Fundiária
Outra importante ação, realizada por meio da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA/SDR), é a entrega de títulos de posse de terra aos agricultores familiares baianos, integrando a estratégia de regulação fundiária na Bahia. "Esse documento é a garantia da posse da terra onde nasci, cresci e vivo até hoje, onde planto milho e feijão para o sustento da minha família", declarou o agricultor Adenilson Alves Ribeiro, da Comunidade Lagoa Verde, em Ipirá.

Modernização no campo

Associações comunitárias de agricultores familiares em todo o estado estão sendo beneficiadas com a entrega de tratores com implementos agrícolas, além de conjuntos de máquinas forrageiras. A ação, executada por meio da CAR/SDR, integra a estratégia de desenvolvimento rural sustentável de todo o estado.

Uma boa notícia para os baianos que vivem no campo, como Francisco Brandão, presidente da Associação Comunitária e Agropastoril de Curaçá. "É muito bom que essas máquinas cheguem para todos nós. Hoje, os governos estão olhando para as classes mais baixas. Se lembrarmos do passado, o que nós temos hoje é muito diferente. No momento certo, quando a chuva chegar, nós vamos ter como preparar a terra para nosso cultivo", afirma o agricultor.

Plano Safra e Garantia Safra

Também beneficiando agricultores familiares, o Governo do Estado firmou acordo de cooperação para execução de metas do Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017, com R$ 793 milhões em crédito destinado à Bahia, disponibilizado pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Nesta edição, o programa vai permitir financiamentos com redução de juros e ampliação de recursos para assistência técnica.

Ascom 

Nenhum comentário