Seja muito Bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia  Jaguarari-BAHIA,

segunda-feira, 27 de junho de 2016

PRODUTORES DE CAPRINOS E OVINOS DA REGIÃO RECEBEM APOIO DA EMBRAPA PARA MELHORAR A PRODUÇÃO DE CARNE E LEITE

Embrapa, Sebrae e diversos parceiros iniciam atividades que vão melhorar a qualidade e a produção de carne e leite de caprinos e ovinos nos municípios de Juazeiro e Curaçá.
Em Juazeiro, os pesquisadores da Embrapa Caprinos e Ovinos que tem sede na cidade de Sobral-CE estão desenvolvendo um projeto de caracterização de arranjos produtivos locais e validação de tecnologias para aumentar a produção de carne de ovinos e caprinos. Coordenado pela pesquisadora Lisiane Dorneles de Lima, esse projeto esta acontecendo em consonância com o programa Bioma Caatinga. O objetivo dessa junção é aumentar os ganhos dos criadores com a produção de carne de caprinos e ovinos naquela região.

A Importância da parceria

Para o técnico do Sebrae e coordenador geral do programa Bioma Caatinga, Robério Araújo, essa parceria possibilita, que a Embrapa, junto com os técnicos contratados pelo Bioma Caatinga, possam validar as tecnologias que estão sendo implementadas em nossa região com o foco em aumentar a produtividade e definir as tipologias de sistemas de produção aqui existentes. “Aqui no norte da Bahia, nós temos diversas regiões que tem uma certa diferenciação do como produzir o caprino e o ovino. A ideia é que os pesquisadores da Embrapa estejam aqui conosco para que essas tecnologias possam ser validadas e que a Embrapa também tenha a oportunidade de realizar o que eles chamam de pesquisas participativas, verificando como o produtor está inserido junto a essas inovações que há muito tempo estão sendo desenvolvidas” comentou Robério. Para Robério Araújo, é importante trabalhar junto a uma empresa de pesquisa como a Embrapa, porque ela contribui para que melhore ainda mais o sistema de produção dos caprinos e ovinos da região. “Vai ser muito bom ter a Embrapa Caprinos e Ovinos de forma efetiva e no dia a dia junto com o produtor. Os pesquisadores estiveram conosco na região de Itamotinga e eles puderam observar que realmente nós vivemos desses animais. Então a ideia é de que realmente a gente fortaleça a presença das duas empresas, A Embrapa Caprinos e Ovinos e o Sebrae, junto ao produtor”, frisou Robério Araújo.

Por que Juazeiro foi escolhido?

O projeto da Embrapa Caprinos e Ovinos tem abrangência nacional e nesse primeiro momento vai acontecer em três polos produtivos que estão localizados nos municípios de Tauá, no Ceará, Campo Grande no estado de Mato Grosso do Sul e em Juazeiro, na Bahia. O município de Juazeiro foi escolhido por ser um polo produtivo de caprinos e ovinos e por ter um parceiro como o Sebrae que já desenvolve um projeto de melhoramento da cadeia produtiva, que é o programa Bioma Caatinga em parceira com o Banco do Brasil e Fundação banco do Brasil. Para a pesquisadora Lisiane Dorneles de Lima, a parceria do Sebrae é fundamental para o sucesso do projeto. “O objetivo é propor modelos sustentáveis específicos para cada região. Existe muita diferença em relação a clima, solos, espécies, a tipos genéticos, ao modo de criação do produtor e ao perfil do produtor. Tem o produtor pequeno e tem o produtor mais significado. Então a gente quer propor modelos de produção sustentáveis para cada perfil de sistema de produção”, explicou Lisiane Dorneles. Para isso, os pesquisadores da Embrapa, juntamente com os técnicos do Programa Bioma Caatinga, vão fazer um levantamento dos sistemas de produção e após esse diagnóstico, serão definidas as tecnologias que deverão ser aplicadas nas propriedades para melhorar a produção do rebanho de cada produtor.

Melhor produção de leite e queijo de cabra

A outra parceria iniciada é entre o Sebrae e a Embrapa Semiárido, que tem sede em Petrolina-PE. Esse trabalho conjunto visa melhorar a produção de leite e queijo de Cabra. A ideia é somar os esforços que estão sendo desenvolvidas pelo o Programa Bioma Caatinga, nas comunidades de São Bento, no município de Curaçá e Cacimba do Silva, em Juazeiro, com o projeto Mais Leite, de autoria do pesquisador da Embrapa Daniel Maia Nogueira.

A pesquisa de Daniel Maia, vai atuar na parte de produção de forragem, na avaliação de dietas alimentares para aumentar o rendimento de leite e queijos de cabra, na questão sanitária e na questão custo de produção para saber quanto custa produzir um litro de leite. “O papel da Embrapa é aplicar as tecnologias para aumentar a produção do leite, orientar para que seja feita uma ordenha higiênica para melhorar a qualidade do produto e identificar doenças que estão atingindo o rebanho. Já do Sebrae esperamos apoio na capacitação dos produtores para que eles realizem um bom gerenciamento da sua propriedade e comercializem o queijo e o leite garantindo um melhor lucro”, concluiu o Pesquisador da Embrapa Semiárido.

Josenaldo Rodrigues
Ascom

0 comentários:

Postar um comentário

Não há suporte a flash!