Coronel se aposenta e recebe coroa de cenouras da Cavalaria‏

Após três décadas de vida dedicadas a Cavalaria da PM, Coronel, como é carinhosamente chamado, se aposentou na terça-feira (10), e foi homenageado com a entrega de uma coroa de cenouras. O ato de dedicação pelo cavalo, que faz parte do Esquadrão de Polícia Montada de Salvador, simboliza o carinho e o respeito pelos quais a tropa da PM tem com os equinos. Coronel agora vai desfrutar da aposentadoria em uma fazenda, no município de Entre Rios, que pertence a escola de veterinária da Ufba e dispõe de uma estrutura com atendimento especializado.

A homenagem fez parte de uma solenidade cívica para celebrar o Dia da Cavalaria, comemorado no dia 10 de maio em todo Brasil. O evento contou com a presença do comandante do CPE, coronel PM Lázaro, do subcomandante tenente coronel Anildo, do presidente da Associação Baiana de Equoterapia (ABAE), Adalberto Lacerda, bem como de parentes e amigos dos cavalarianos.

A data foi marcada ainda pelo ato de passagem para a reserva, após 30 anos de serviço, de policiais militares que durante suas carreiras se dedicarão integralmente ao labor com o cavalo e ao bem servir na cavalaria. O comandante do Esquadrão, major Herwans, ressaltou a importância histórica da cavalaria no Brasil, desde a criação e evolução na Bahia. Como último ato a tropa montada composta por 18 cavalarianos, desfilou em continência a maior autoridade presente.

Trabalho de equoterapia

Entre os trabalhos importantes desenvolvidos pela unidade, está à prestação de serviço de reabilitação e promoção social para crianças e jovens com necessidades especiais, resultado de uma parceria entre a Polícia Militar da Bahia e a ABAE. O espaço e os animais são cedidos pela PM para fazer os atendimentos que acontece no Parque de Exposição, no bairro Itapuã.

Desde 1993, quando começaram os trabalhos, até hoje, mais de 40 mil atendimentos já foram realizados. Atualmente cerca de 130 crianças são beneficiadas pelas sessões da terapia que tem duração em média de 2,5 anos. Definido como método terapêutico e educacional, a equoterapia utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação na busca de desenvolver o biopsicossocial de pessoas com deficiência ou com necessidades especiais.

Atenciosamente,
Equipe DCS

Nenhum comentário